foto1
Escola Secundária de Ponte de Sor
foto1
Escola Básica João Pedro de Andrade
foto1
Escola Básica de Ponte de Sor
foto1
Escola Básica de Montargil
foto1
Cidade de Ponte de Sor
Tel.242291010
presidente@direcao.aeps.pt

Quem está ligado

Temos 34 visitantes e sem membros em linha

Sabia que o sono não só é benéfico como está diretamente relacionado com o bem-estar e a qualidade de vida?

Dormir faz parte do ciclo natural do organismo, sendo muito importante para manter corpo e a mente saudáveis.

O sono compreende o período de repouso que temos, geralmente em intervalos diários, com aproximadamente sete horas de duração. Quando o cansaço mental é muito, as concentrações de cortisona diminuem e as de melatonina aumentam, provocando a vontade de dormir.

Nesse momento, o organismo começa a reorganizar os seus sistemas para uma nova jornada de atividades. A imunidade é reforçada, as células são renovadas, os radicais livres são neutralizados, e a memória é consolidada.

Uma noite bem dormida estimula a produção de diversas hormonas, entre elas a hormona do crescimento, cuja produção ocorre predominantemente durante o sono e que, além de propiciar o crescimento, também é responsável pela renovação da pele, ossos e músculos.

O sono alivia o stress, mantém o metabolismo no ritmo, ativa a memória, melhora a concentração, fortalece o sistema imunológico, repara o corpo e até ajuda a perder peso! Até mesmo as sonecas após o almoço são benéficas para melhorar a produtividade, mas é um engano pensar que o sono diurno substitui o noturno.

É no sono noturno que os benefícios de facto acontecem. Quando dormimos, passamos por um processo de profundo relaxamento. A respiração fica mais profunda e nossos ritmos cardíacos diminuem, juntamente com a temperatura. Aproximadamente meia hora após o início do sono, inicia-se a fase de libertação da hormona do crescimento e do cortisol.

Mas é na última fase, a REM, em que o corpo relaxa profundamente, renovando a nossa capacidade de planear e executar tarefas. É durante esse momento que sonhamos, e que armazenamos o que aprendemos durante o dia.

Resumindo, o nosso humor, criatividade, atenção, memória e equilíbrio estão intimamente ligados a essa fase.

Assim, quando não dormimos, a nossa memória fica fragilizada, ficamos irritadiços e sentimos cansaço, dor de cabeça e indisposição. A redução das horas de sono também diminui a produção de insulina e aumenta a de cortisol. Considerando que esse é responsável pela elevação das taxas de glicose; e aquela, pela retirada deste açúcar no sangue, podemos pontuar que a redução das horas de sono aumenta a probabilidade de o indivíduo desenvolver diabetes.

A Sociedade Portuguesa de Neurologia (SPN), alerta para o facto de a população portuguesa dormir cada vez menos e pior, o que quadruplica o risco de acidente vascular cerebral (AVC).

Segundo um estudo promovido pela National Sleep Foundation dos EUA, há cada vez menos pessoas a dormir oito horas ou mais, uma tendência que se regista também em Portugal. Aqueles que dormem menos de seis horas por noite têm quatro vezes mais probabilidade de sofrer um AVC ou um enfarte do miocárdio do que aqueles que dormem seis a oito horas.

"Os portugueses dormem cada vez menos e com menor qualidade, o que se reflete na sua saúde, nomeadamente no aumento de risco de AVC, uma doença que continua a ser causa de 25 mil internamentos por ano e uma das principais causas de morte no nosso País", afirma Victor Oliveira, presidente da SPN.

Para este especialista, "o AVC que não é a única patologia que está relacionada com a falta de horas de sono. As dores de cabeça, falta de concentração, perturbações do humor e baixa de rendimento no trabalho, sonolência diurna, são sintomas que alertam para problemas relacionados com o sono. Dificuldades em adormecer ou despertares a meio da noite podem ser sinais de um estado depressivo. O ressonar é um indício de má qualidade de sono devendo ser identificada e tratada adequadamente com vista à melhoria da qualidade de vida".

Torna-se urgente dar mais atenção ao sono. É necessário ter o cuidado de desligar a TV, o computador, os jogos, o telemóvel etc. perto da hora de dormir e tentar relaxar o corpo e a mente para ter uma noite mais tranquila e proveitosa! Atividades como leitura descontraída ao deitar, a não utilização de bebidas excitantes à noite, estabelecer uma hora para repousar e dormir podem ser benéficas e auxiliar na qualidade do sono.

Estatísticas

Ver visitas de Artigos
1227464